Total de visualizações de página

domingo, 17 de maio de 2015

Quem viver, verá!

Putadaaaa do meu Brasil, será que eu ainda sei escrever ou perdi a mão?
Estava eu, lépida e faceira procurando em meu e-mail um arquivo sobre "tatuagens a serem feitas" e me deparo com um post antigo do blog que me levou às lágrimas.
De riso e de choro.
De uma época em que em que eu já era divorciada e flanava pela Vila Madalena, feliz igual pinto no lixo com a minha atriz...
Enfim, cheguei a conclusão de que não posso me dar ao desfrute de parar de escrever.
Minha vida sempre vai ter material, porque eu sou maluca. Se fizerem uma tomografia em mim e no resto da humanidade perceberão que meu funcionamento cerebral não é parecido com o das outras pessoas. Então, mesmo casada eu nunca serei careta e sempre terei coisas para contar.
Eu não vou ficar aqui retomando tudo o que aconteceu na minha vida após o último post, porque convenhamos, não é necessário e eu nem me lembraria. Então, como uma grande amizade ( que é o que eu tenho com vocês aqui) vou simplesmente ignorar o tempo perdido e vcs ficarão com a sensação de que " parece que foi ontem". Pode ser assim?

Todas em coro: Pooooodeee!! te amamos, sua linda! Rá!
Então vamos aos últimos acontecimentos. Eu e Beto ansiávamos por tentar engravidar a partir do meio do ano, e eu até parei de fumar para isso. Mas né? Capitulamos.
Capitulamos, porque não é uma boa hora. Resolvemos curtir mais, beber mais, viajar mais, nos estabilizarmos mais financeiramente ( porque mentalmente já desistimos) e enfim, o que a pândega faz?
A pândega volta a fumar no dia seguinte! hahahahaha
Cara de pau, prazer Bruna De Leo.
Chegamos a conclusão que eu não sou o tipo perfeito de mulher que se prepara para engravidar parando de fumar, fazendo yoga, comendo vegetais e parando de falar palavrão.]Não.
Eu só vou parar quando engravidar e é possível que eu volte após amamentar.
Por que?
Porque sim Zequinha. Porque eu sou feliz fumando. Porque eu perco o tesão de fazer varias coisas sem meu cigarrinho da felicidade e porque eu gosto, porra!
Enfim, tendo eu voltado a fumar, na sexta feira fomos comer pizza com a família maluca. E comemos pizza e tomamos vinho e fumei na cia de meu pai, cunhado e mãe e foi maravilhoso.
Otávio estava um azougue. O pizzaiolo deu massinha pra ele, eu corri atrás dele no restaurante, e parei pra pensar que é isso que importa: eu serei uma mãe bacana que sacaneará os filhos e eles serão crianças felizes como Otávio é. Isso é que importa.
No sábado de manhã eu fui até o salão dar uma cortada no cabelo porque eu tava parecendo sei lá, uma pessoa que não conhece tesoura. E nem o Edward, mãos de tesoura.
Aliás, nunca entendi direito esse filme macabro.
Enfim... Fui lá cortas os cabelos e do carro e já sentenciei ao Beto: --- Vamos comer feijoada!
Fomos. Nós rumamos para o Moça Bonita e logo avistei uma mesa ao ar livre ao lado de uma mulher mais velha que fumava.
Cara, isso é tipo o ápice. Sentei ao lado dela e logo avisei:

--- Vou me sentar ao lado da senhora porque não quero filho da puta nenhum se abanando pela fumaça do meu cigarro.

( Reparem como eu dirigi a mulher por Sra e depois caguei tudo falando um palavrão).

---- Minha filha, sra é o caralho. Meu nome é Ligia.

Gente, amor verdadeiro amor eterno.

Sei que Ligia e o marido tinham travado um papo maravilhoso com o casal da mesa ao lado, composto por um gineco e uma pediatra grávida e nós, eu e Beto ficamos amigos de todos eles instantaneamente.
As pessoas mais legais do oeste.
Comemos porção, tomamos 12 chopp cada um, fumei como se não houvesse amanhã e demos risadas infintas.
marcamos inclusive um queijo e vinho que deverá acontecer na próxima sexta feira.
Sei que não comemos feijoada.
Fiquei bebinha logo, afinal, pastel não alimenta ninguém e o pão líquido que é a cerveja, tampouco.
Agora eu pergunto: Eu poderia pensar em engravidar agora minha gente?
Não posso.
Tenho vergonha na cara pra isso agora não.

Sei que chegamos em casa, e dormimos. Ansiávamos por fazer amor, vc fez?
Nós não.
Não tinha como minha gente. Fomos dormir e acordamos as 8 da noite com a mão de Deus dando um tapa na nossa cara e dizendo: " Já falei pra não beber, lazarentos".
Sei que Beto munido da coragem de Chuck Norris rumou ao mercado afim de providenciar víveres para nos alimentar.
Enquanto ele foi, eu tomei duas neosaldinas e tomei coca cola.
E fiquei pensando que se eu fosse divorciada ainda e morasse sozinha eu estaria morta.
Certamente morta.
Porque eu não sei cuidar de mim.
Eu ia me alimentar basicamente de miojo e coca cola. E neosaldinas. E cigarros.

Bom, Beto fez hambúrgueres e comemos assistindo ao novo zorra total e depois mega senha.
A gente é cafona e o casamento é isso aí, pessoal.
Nego bebe, não trepa, vê programas de má qualidade na tv num sábado a noite e posta fotos no instagram alegando que são felizes.
Felizes até que somos, mas cadê o glamour do sexo selvagem e peitos nus?
Não temos.
Taí uma outra razão para eu não engravidar este ano. Engravida como assim minha gente?
Vou explicar ao Beto como nascem os bebês! hahahahahhaa
Mas tá ruím não, não to reclamando. Mas que a gente acaba fazendo menos sexo quando casa isso é inegável... Antes, solteira, foda adiada era foda perdida. Agora o cara taí, saca? Se não for hoje, é amanhã e assim por diante e daí nunca é. hahahahaha
Mentira, rola sexo aqui sim. Não todo dia e tbm nem tinha essa ilusão, mas a gente se pega bastante até.
hahahahahha

Tô aqui pra falar as verdades gente. Querem mentira liguem na Tv Senado.

Bom, dai, no domingão, acordamos e já ficamos tomando café no sofá e vendo esportes.
Qualquer coisa que esteja passando.
Depois fomos almoçar com meus pais, tomei mais cerveja ( se não fosse o álcool eu não suportaria essa vida medíocre e sem sentido), demos risadas e depois dormi o sono dos justos.


Fiquei aqui de bobeira procurando como eu disse tatuagens a fazer, sim porque eu tenho uma lista e me deparei com o saudoso post do blog que eu ri e chorei.

E daí que agora eu tô de volta minha gente. Vou trocar as fotos do blog porque botei reparo que ainda jaz aqui uma foto da época em que eu era casada com o Victor. Vejam vocês que descaso. E essa foto aí da entrada que é do tempo que o diabo era moleque...
Gente, que saudades que eu tava.
Eu sei que talvez o blog não seja mais tão engraçado como era quando eu me aventurava em minha vida de solteira, mas né? O casamento é tão maluco que não é possível que não gere material. hahahaha

É isso gente. Continuo trabalhando em banco, tá rolando a página do blog lá no facebook e não, eu sou blogueira mas não ganho um puto por isso.
Tambpem, quem ia querer anunciar aqui né? Psiquiatras, AA, Phillip Morris, quem mais gente?
Mas tudo bem tbm, tamos aí na atividade e vamos que vamos. Juro que vou escrever uma vez por semana.

Porque isso aqui não pode parar. É bom estar de volta e é melhor ainda ter vocês por aqui!!!

beijos e comentem! Isso é histórico


terça-feira, 11 de novembro de 2014

Sobre Africa, sobre lua de mel e sobre amor...

Amoras do meu Brasil!!!

Relapsa? Sim!!

Mas convenhamos amadas, eu casei, eu planejei um casamento praticamente sozinha, eu me mantive trabalhando, eu fiz piadas no Amélia, eu namorei enquanto isso, eu cuidei do cabelo, enfim, eu sou gente que faz e por isso eu sumi! Mas agora eu voltei.

Voltei para contar para vocês da lua de mel, olha que volta em grande estilo!

Depois eu farei um post detalhado sobre o casamento, mas hoje vamos focar na lua de mel e em toda a orgia que houve nela. Rá! Mentira, não vou falar sobre isso!

Como vocês sabem nós casamos no sábado antes do primeiro turno da maldita eleição, mas nós só embarcamos para a África do Sul + Mauritius (como vcs puderam acompanhar no instagram / facebook e etc) na segunda feira.

Então eu vou contar um pouco da lua de mel, mas quero aproveitar para dar dicas para vocês que estão ai à toa e de repente já podem sonhar com as próximas férias e tal.

O roteiro seria: SP – Cape Town – Parque Kruguer – Mauritius – Brasil um país de todos.

O avião que te leva para Johanesburgo, uma vez que a porta de entrada desse roteiro é Johanesburgo, é a South African.

E daí já começa toda a emoção, porque é muito legal embarcar na South African. As comissárias usam uma roupa azul com uma pegada africana e na minha cabeça doente já rolava a trilha sonora: In the jungle, the wild jungle, the lions sleepstonight... auiiiiiiii, uhuhuhuh uiu....

Sabe?

Então...

Chegamos em Cape Town e fomos levados para o nosso hotel, o Taj Cape Town. Como era lua de mel, ou seja, não é uma viagem que fazemos todos os anos, ficamos em hotéis 5 estrelas e muito bacanas. Bacanas do verbo: dá pra morar num quarto... Mas assim, tenham em mente que era uma viagem de lua de mel, e que “of course my horse”,  que dá pra fazer a mesma viagem de repente optando por hotéis mais em conta porque ninguém vai viajar para ficar dentro do quarto de hotel. Nem nós, que estávamos em lua de mel... mas é um capricho, um cuidado, enfim, era a nossa lua de mel!

Em Cape Town, como chegamos por volta do meio dia (importante lembrar que o voo sai do Brasil com destino a Johanesburgo e leva 8 horas, mais 2 horas até cape Town de avião tbm) , nosso quarto ainda não estava pronto para check in, então estávamos ainda meio assim por causa do fuso (que se assemelha ao da Europa, umas 5 horas para frente do Brasil) fomos dar uma volta pelas redondezas do hotel, e vimos uma feirinha com coisas típicas da Africa ! Tudo que vc puder imaginar tem lá.

Uma feira ótima! Evidente que não vou contar em detalhes a lua de mel porque vocês vão dormir, a intenção é dar umas dicas assim, e o que for mais curto eu explico melhor ou conto algum episódio bem engraçado ou curioso!

Em Cape Town, logo no primeiro dia nós subimos na Table Moutain, que é tipo o Pão de Açúcar de lá ( aí vc já pode fazer as suas compras e tal – hahaha, piada besta), e vocês tbm sobe de bondinho. E eu tenho muito medo de bondinho, teleférico e coisas do gênero. Pensem num medo. Meu Deus, como eu tenho medo do bondinho!

Mas eu subi. Porque eu tenho medo, porque eu fico em pânico, mas eu rio na cara do perigo! Rá. Mentira! Eu não rio, mas eu falo que eu rio, para assim eu rir e me distrair do tanto que eu tenho medo do bondinho, teleférico e outros itens parecidos do mal.

E lá de cima, vc pode ver Cape Town inteirinha e é das coisas mais maravilhosas da vida. Um astral, uma neblina (hahaha tava muita neblina, mas depois abriu o tempo), e daí vc fica flanando pela Table Moutain, tomando muito vento na cara, e tirando muitas fotos. E agradecendo a Deus, já que vc tá ali, bem pertinho dele, pelo homem que ele separou para vc!

E depois tem um lugar que é o porto de Cape Town que se chama Waterfront.  E lá no Waterfront vc encontra não apenas uma paisagem linda e lojas e mais lojas, mas encontra também uma roda gigante colorida, milhões de restaurantes e logicamente grupos africanos cantando músicas típicas que arrepiam até a alma. Nós jantamos perto do hotel mesmo, num restaurante de tapas asiáticas, comemos divinamente bem. Para comer realmente bem estando na Africa do Sul, vc gasta em média, para um casal, consumindo álcool, pois sem álcool não há vida e tampouco esperança, coisa de ZAR 800 ou seja 160 dilmas. A moeda deles vale muito pouco. Menos que a nossa, um quinto da nossa para ser bem exata.

Eu e Beto contratamos dois passeios pelo próprio concierge do hotel, sendo o primeiro passeio para conhecermos as vinícolas de Stellenbosch e Franschohoek. Vc paga alguns Mandelas e estão inclusas as degustações, o transporte e toda a diversão que é viajar em grupo numa van pela Africa do Sul. Fizemos amizades com um casal maduro de holandeses que viraram nossos melhores amigos. As vinícolas são encantadoras, as paisagens, os vinhos, o almoço maravilhoso em uma das vinícolas... As cidadezinhas são lindas, enfim, a cada km rodado nós tínhamos mais gratidão e mais certeza de termos escolhido a África do Sul para a nossa lua de mel.

Bebemos, rimos, falamos bem e mal do mundo. O nosso hotel era mara! Jantamos todos os dias no Waterfront, bebemos muita cerveja, comemos muito peixe e camarão, comemos sobremesa, namoramos, fizemos comprinhas... Fizemos mais um passeio, dessa vez ao Cabo da Boa Esperança e a Boulders beach, a praia dos pinguins.

Pense numa praia lotada de pinguins. Uma coisa incrível. No cabo da Boa Esperança, que é onde o oceano índico se encontra com o Atlântico, a cor do mar nos deixa sem fôlego. E no meio do caminho para o mirante há babuínos soltos... Isso mesmo Brasil, babuínos soltos all around... Paramos para comer um lanche, e estamos lá, com nossos amigos holandeses, papeando e tomando cerveja e comendo sanduíche, e sendo felizes quando de repente vem um pássaro preto do mal, e rouba o tomate o meu lanche.

De Cape Town fomos para Kruguer! Kruguer é o parque nacional onde vc vai para fazer safari. Há sempre duas opções: Ou vc simplesmente vai para a reserva do parque nacional, e pelo que eu entendi, vc contrata um serviço de guia para fazer o safari ou vc fica em reservas privadas, hotéis com suas próprias reservas que são gigantescas e simplesmente os safáris já estão incluídos. Essa foi a nossa opção, e optamos pelo hotel Karongwee River Lodge.

Para chegar em Kruguer vc pega um avião em Johanesburgo e pega um avião turbo hélice para o Kruguer. O Voo dura cerca de 45 minutos, e o próprio hotel manda um transfer te buscar. No nosso caso, o transfer foi exclusivo e no caminho o motorista já fala: Vão olhando pela janela porque pode ser que vcs vejam uns bichos.

Caraca!!! Daí, vc tá lá né, olhando pela janela, e tal, a caminho do Lodge que fica há uma hora do aeroporto e do nada, do nada vc avista uma girafa. E depois uma zebra. E uns pumbas (javalis), e outra girafa. Não é cachorro... É girafa!!!

Eu parecia uma criança. Eu e Beto! A gente se olhava encantados com a beleza da vida.  Cara, girafa! E não é girafa no zoológico, que tá lá com aquela cara presa num cercado. É girafa solta, livre, caminhando, por ai... maravilhoso!

Eu e Beto, por conta das loucuras do casamento não paramos para analisar muito o roteiro da viagem, como fazemos sempre. Confiamos na nossa agente de viagens, confiamos que estava tudo pago e fomos saca? Então, tudo para nós era uma surpresa. Não sabíamos muito o que esperar. Eu sabia que ela nos colocaria num hotel bacana, mas eu não imaginava a estrutura que eu encontrei no Kruguer.

Chegando ao hotel, e esse eu acho que merece ser contado mais detalhadamente, vem uma equipe t receber com toalhinhas aquecidas, para vc se refrescar. Chegamos pro volta das 14:30, eles nos levaram até o nosso bangalô, que era um escândalo. Rústico, como um bangalô, afinal, vc está realmente no meio do nada, mas com banheira,. Com sala de estar, com varanda, com cama de casal macia e lençóis finos, com mosqueteiro, com tanto charme e sofisticação que eu e Beto não esperávamos por se tratar de um hotel na selva. Então que os horários são bem cronometrados no Kruguer, para você aproveitar ao máximo essa experiência. Eles nos orientaram que podíamos ficar um pouco no quarto, descansar, mas que deveríamos estar na varanda da sede às 16 hs para um lanche antes do primeiro safári. E dapi, encantados, fomos. Tinham tantas coisas deliciosas no lanche, chás, bolos caseiros e com chantilly, frutas, café, biscoitos...

Na saída para o safári, que acontece em Land Rover 4x4 aberto, a recepção nos pergunta o que queremos jantar, e quando a gente volta já está escolhido o menu. E daí começa a aventura, que assim, mesmo que se trate de uma reserva privada, vc tem que ir atrás dos bichos, por isso que eles chamam de game.  O jogo começa, vc vai seguindo pelas trilhas no jipe, e vai rezando para dar sorte de encontrá-los. So que só a ansiedade de vê-los e ficar procurando já é maravilhoso. E daí que tem os Big Five, que eles chama que são os bichos mais procurados nos safáris. A saber: Leão, leopardo, Elefante, Búfalo e Rinoceronte.

No nosso jipe íamos nós dois, um senhorzinho australiano fofo uma vida toda que estava viajando com um amigo que ficou doente lá, e por essa razão não ia aos safáris e mais um casal idoso de americanos que viraram nossos melhores amigos. Notem que só fizemos amizades com idosos, e eu brinquei com Beto dizendo que não iríamos mais para águas de Lindóia, por que né? Vamos abrir um asilo!

Sei que no meio do safári, os dois guias descem do carro, dão uma vistoriada assim, tipo olhando e armam um happy hour! Pense numa coisa pitoresca! Eu lá, tomando minha cervejota da felicidade e fumando e sei lá, pode aparecer um hipopótamo.

E daí é só felicidade né? No primeiro dia vimos um leão que havia acabado de comer um veado, vimos girafas, zebras e uma infinidade de macacos e veados diferentes. Vimos gnús também.

Voltando ao lodge, é aquela coisa, banho e tal. E o maitre nos disse que nosso jantar seria servido na parte externa do hotel a beira do lago no deck, a luz de velas, porque estávamos em lua de mel.

Ahhhh tão delicioso jantar com Beto lá. Estar com Beto lá. Ser casada com Beto! Beto é uma delícia ever! Delícia de pessoa, delícia de cia, delícia marido, delícia de amigo, delícia de manteiga! Hahahaha

Após o jantar, que é super bem feito, bem gourmet, saboroso e algumas cervejas, fomos para o quarto porque o dia seguinte começa cedo, tipo as 5 hs da manhã passa o moço acordando todo mundo. O povo africano é maravilhoso. São sorridentes, servis, gentis, animados, com um sorriso que vai de orelha a orelha.

Um povo maravilhoso.

Após o nosso jantar, namoro, lua de mel, aquela coisa, e acreditem ou não, como um carinho adicional, eles arrumam a sua cama e já a deixam pronta para vc entrar debaixo dos lençóis. E no seu travesseiro eles não somente colocam um bombom, muito comum em hotéis que tem como serviço fazer a dobra da cama, mas eles colocam uma história impressa, algum conto africano. Pensem num carinho!

Daí que as 9 da noite a gente já tava meio que no quarto para dormir, porque o jantar é servido as 7 hs... No dia seguinte a gente acorda, toma um chá, suco lá no deck e pronto mais um safará que só volta para o café da manhã oficial.. Então assim, são dois safáris por dia, sendo que de manhã  vc toma um lanche no mio da selva e a tarde vc faz um happy hour. No de manhã vc vê o nascer do sol ,e vê os bichos voltando da caça. No da noite vc vê o pôr do sol e vê os bichos indo para  a caça. Depois do café da manhã maravilhoso, vc tem o dia livre até o almoço. Namora, dorme, passeia pelo hotel, vai a piscina, descansa, lê, toma cerveja, faça o que tiver vontade. Daí vc almoça e mais descanso, mais dolce far niente. Toma o lanche as 16 hs e sai para o segundo safári as 16:30.

No segundo dia de safari, passamos por uma manada de elefantes, e estava garoando um pouco. Uns 30 elefantes. Estamos lá no jipe, lépidos e faceiros, era aniversário do Norman, nosso personal idoso americano que era o cara mais viajado que eu já conheci na vida. Bom, estamos lá, como eu ia dizendo, quando de repente um elefante atraído pelo meu perfume Chanel que é realmente muito chic e fresco, curioso, como nos explicou o guia, veio até mim, colocou sua tromba no meu rosto e deu uma fungada! Uma fungada Brasil.

Eu senti os pelinhos da tromba! Eu estava congelada de medo. Mas depois eu acreditei que aquilo era um presente. Um presente que a vida me deu, porque dizem que os elefantes trazem sorte.  Dai a noite, fizemos um happy hour tbm no hotel para comemorarmos o niver do Norman. É importante dizer que eu e Beto só conseguimos jantar sozinhos na primeira noite, porque Norman e Carol garraram amor na gente e estavam pouco se fudendo que estávamos em lua de mel e todas as noites, manhãs e no almoço também, por que não? Queriam fazer suas refeições conosco. Mas fico feliz por ter conhecido essa casal maravilhoso!!! O lodge possui apenas 13 bangalôs, então é bastante privativo, e isso fica nítido no tratamento dispensado aos hóspedes! Para vocês terem uma idéia, fizeram um bolo para o Norman. Não qualquer bolo, um bolo maravilhoso, recheado, com cobertura, com cara de bolo de festa de aniversário!

Bom, para não ficar muito longo, porque este post deve estar um saco, depois do Kruguer fomos para Mauritus. Mauritius é um país cuja capital é Port Louis.

Nós fomos para Mauritius para descansar!  Era realmente o único hotel que tínhamos feito questão de ficar hospedados e que eu voltaria mais 500 vezes se fosse preciso (rezando para eu precisar muito voltar para lá). O hotel chama-se The Residence e é simplesmente fantástico. O que eu posso desejar além de ter me hospedado em um quarto pé na areia, no oceano Indico, em um quarto maravilhoso, com o homem que eu amo, e com um mordomo?

Produção: Há mordomos no The Residence. Vamos estudar os mordomos? O que fazem, como vivem e para que servem os mordomos?

Os mordomos são seres gentis que se apresentam como mordomos logo na sua entrada no quarto, e se oferecem para desfazer as suas malas, arrumar a sua cama para que você se deite, prepare o seu banho, organize a sua vida, joguem damas com você, lavem seus cabelos, espremam uma laranja, enfim, que tornem a sua estada na melhor experiência hoteleira que você já teve na vida.

Eu não pedi que nosso mordomo desfizesse minhas malas, mas pedi que me preparasse um banho de pétalas. Eu adorei tomar banho de pétalas. Meu Deus, como eu gostei de tomar banho de pétalas. E dapi que no The Residence, para ser mais prática, tem café da manhã e jantar incluídos, já que fica há quase 1 hr de Port Louis e o hotel é feito para que vc não precise sair de lá. Aliás, ninguém precisa sair de lá. Não há porque querer sair de lá. Lá é vida, o resto foi apenas um ensaio. A rotina era mais ou menos todos os dias a mesma, tomávamos café da manhã, preparavam nossas cadeiras de sol, ficávamos tomando sol , rindo, lendo, namorando, falando bem e mal do mundo. Depois a tarde dormíamos um pouco, escolhíamos um dos dois restaurantes para jantar. Ficávamos fazendo um happy hour no bar do hotel com música ao vivo e depois do jantar voltávamos ao quarto para dormirmos mais.

Fizemos um passeio de catamarã, nós, e mais 22 coreanos gangnan style, rimos horrores. Vimos praias desertas maravilhosas, nadamos em águas calmas e azuis turquesa, namoramos horrores, gastamos tubos de protetor solar, nos divertimos muito. Tive uma das experiências de massagem no spa do hotel mais recompensadoras da minha existência e voltamos ao Brasil após 15 maravilhosos dias.  Há de mencionar que pela massagem paguei uma pequena fortuna que sabiamente computei na conta do meu agora marido. Convenci Beto de que eu paguei 225 obamas numa massagem, mas que eu merecia, era nossa lua de mel. Beto riu de nervoso e disse que sim, eu merecia.

O que mais posso dizer?

Que a experiência na África do Sul mudou minha vida? Mudou! Revi conceitos, vivi coisas maravilhosas, foi fantástico. Todos os dias eu falava pro Beto: Se fomos pobres não nos lembramos mais. Que bom, que bom que viemos.

E agora que estamos de volta ao Brasil ,nossa casa está pronta, nossa felicidade é latente e eu fico muito muito feliz que a frase “ Eu Nunca mais vou me casar” tenha caído bem no meio da minha testa! É isso meus amores! Desculpem o sumiço. Estou preparando um post para falar sobre o casamento, mas preciso saber se vcs querem... Comentem vai! Tô morrendo de saudades de vocês!!!

beijos

 

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Bem amigos da Rede Globo...

Pessoas do meu Brasil!!! A Amelia aqui, que de Amelia nao tem nada, pede desculpas pela ausencia. Mas ca pra nos, planejar casamento, trabalhar, correr como uma louca pra la e pra ca, namorar, ter uma familia italiana e amigos  gracas a Deus tem me consumido demais.
E tem a copa ne?
Sempre tem a Copa.
E a Copa nao colabora com o vestido de noiva. Porque eu bebo todo o jogo e depois fico inchada como uma prca prenha. E gente? 
E eu que nem estava torcendo pelo Brasil? 
Confesso. Nao estava.
Nao estava torcendo do verbo torci no ultimo jogo ja que minha Azurra foi eliminada. Mas torci.
Torci embora ache que nao tem time. Nao tem elenco. Tem o Fred que eh o que gente? O que o Fred ta fazendo ali??
Da um cortador de grama na mao dele pra pelo menos ele ter serventia. Enquanto os outros correm ele poda a grama. Sei la.
Ou entao da na mao dele aquela lata de spray e pede pra ele delimitar o espaco da barreira. Mas nao deixa ele la sem fazer nada ne??
Pelo amor!
E tem o Hulk ne?
Que nunca foi um grande super heroi mesmo.
Ta, ficava verde e tal, mas e dai???
Os smurfs eram azuis e o Hulk verde. Legal.
Aprendemos as cores.
Segue o jogo.
E tem aquela bunda ne? 
Quanto pesa aquela bunda, Brasil??
Meu Deus o menino corre que parece o quasimodo ao contrario.
Ele tem super uma dificuldade com aquela bunda. E nao deve ser so em campo nao.
Ele deve ter dificuldades ate para encontrar calça sabe?
Bizarro!
Mas enfim.
O casamento ta quase chegando ne?
Faltam tipo sei la, 90 dias.
Me ufano de faltarem 90 dias e eu ainda nao ter gostado de nenhuma maquiadora.
Porque eu sou chata.
Nao vem passar massa corrida na minha cara gente!
Por favor!!!
Mas o povo nao entende. Acha que a pele perfeita eh feita com 800 kg de base e um caldo knorr pra dar gosto!
Nao da! To estressada com isso.
O teste do cabelo eu gostei. Gostei do verbo ja decidi!!
Pelo menos isso!
Que mais??
Mais que tem o Otavio ne?
O que eh o Otavio minha gente???
Pura loucura poder e seducao!!
Ele eh uma simpatia! Gargalha, grita, se arrasta como minhoca no chao, assim um fofo!
Sou mto feliz por ser tia do Otavio!
E minha mae gente??
Amanda estava na fila da loja de comveniencia quando um travesti tentou furar a fila e ela muito educada disse:

----- Eu estava na sua frente!
 E o travesti chamou ela de velha.
Pois ela nao teve duvidas:

----- Mas eu tenho buceta!

Fino! Elegante! Uma excelente resposta!
Adorei!!

Bom, estou trabalhando bastante e nao vejo a hora de sair de lua de mel!

Estava com saudades de escrever aqui mas nem sei se ainda tenho leitores! Hahahha
Esta lancado o desafio!!!
Escrevo isso enquanto faco bicicleta ergometrica! Pra vcs terem noçao do que me falta de tempo! To na onda do " sento, rebolo, e ainda bato um bolo".
Meus amores a maquina ta apitando dizendo que meus batimentos cardiacos nao estao sendo computados e eu acho que eh porque eu larguei a mai do sensor de batimentos cardiacos. Ou eu morri. Nao sei.
A maquina afirma categoricamente que estou sem batimentos cardiacos. 
Por favor comentem para que o Beto escolha o melhor comentario para colocar em minha lapide, sim??
Ou eu venho puxar o pe de voces... Uma vez que devo estar morta porque estou aem batentps cardiacos!
Maquina estupida!!
Amo vcs!!!
Bjos beijos e paz e luz!  Vou orar por vcs do lado de la!
Hahahahhahaha
Bjao

quinta-feira, 27 de março de 2014

Sobre NYC, noivado e a loucura da vida...


E aí hein?

Acharam que eu ia esquecer do blog?

Vamos fazer um apanhadão?

A vida continua maluca, então vamos começar falando do carnaval.

Eu e Beto fomos pra NY, chegamos lá no sábado de manhãzinha, e o piloto com sua voz maléfica e sem entusiasmo loogo anunciou: “ Estamos prontos para a aterrissagem e a temperatura em NY é de -10 C.”

Gargalhei.

Gargalhei alto. Por que né?

Não, não. Não era a sensação térmica de -10C.

Era simplesmente a temperatura real.

Ah, me ufano de temperaturas negativas de dois dígitos.

No ano passado, eu tinha ido com lari para NY e pegamos frio, mas tipo, frio tolerável né?

Daí Beto teve a audácia de sair do aeroporto trajando apenas uma camiseta e um casaco e enquanto eu dileta audiência, mal conseguia me mexer pois tarjava muitas camadas de roupas, como muitas de vocês puderam observar nas fotos do instagram!

Enfim, que chegamos, deixamos as malas no Hotel e fomos caminhar por NY, naquele frio maléfico. Andamos muito, muito, muito, sem destino. Eu não vou ficar contando a viagem inteira em detalhes por que né?

Quem tem saco né?

Sei que almoçamos no Bubba Gump, que é o restaurante do Forrest Gump e foi delícia.

A noite fomos jantar no hotel Marriot, no restaurante The View, que é um restaurante giratório.

Saímos com a reserva já do Brasil, e então ficamos no bar tomando bons drink enquanto a mesa perto da janela não ficava livre.

Confesso que eu estava receosa da quantidade de champa que eu estava ingerindo, pois receava por ter que ir ao banheiro e me perder enquanto o restaurante girava.

Não, o restaurante não gira na velocidade da xícara maluca dos parques, mas gira né? E se gira eu poso ir ao banheiro e não encontrar mais minha mesa.

Sim, eu sou dessas!

Enfim. Ficamos lá batendo papo enquanto a mesa não vagava e Beto inacreditavelmente trajava um sobretudo dentro do restaurante.

Estranhei e perguntei “ por quê caralhos na rua vc passa calor e aqui na calefação vc está trajando um sobretudo de lã”?

Ele não soube me responder.

Passou o tempo inteiro em que estávamos no bar fazendo hora implicando com um anel de diamantes que eu uso que ganhei do ex marido.

Eu já tava de saco cheio dele falando do anel!!!

Sei que fomos pra nossa mesa e após fazermos os pedidos, e com um senso de oportunidade maravilhoso, já que eu tinha acabado de enfiar morango gigante na boca para acompanhar meu drik, ele simplesmente fala:

 

---- Quando vc vai tirar esse anel?

 

Daí eu muito malcriada respondi:

 

---- Quando vc me der outro pra eu substituir Alberto!

 

E dapi, enquanto eu tentava engolir o morango gigante e beber ao mesmo tempo ele colocou a caixinha na mesa e falou:

 

---- Taí, pode tirar!!!

 

Hahahahahaha E foi assim que com o casamento marcado para 04 de outubro eu fui pedida oficialmente em casamento!!! E ficamos noivos!! Foi lindo, juro que foi! E eu choreiiii litros.

Foi engraçado, foi tipo um CHUPA!!! Foi surpreendente, foi inesquecível!!!

E eu só conseguia falar:

 

--- O que é isso Alberto? ( com o morango inteiro na boca claro, porque quando ele tirou o anel eu não conseguia engolir mais nada).

 

E depois nós tiramos fotos, e eu chamei o garçom e disse que eu tinha ficado noiva, porque tinha um casal ficando noivos tbm, e eu tbm quis beber mais champa de graça.

Hahahaha

Depois fomos para o hotel e quem pensa que fizemos loucuras de amor se engana, porque estávamos podres e dormimos os dois de comum acordo. Hahahaha

Um brinde ao casamento!!!

Mas no dia seguinte teve comemoração! De cinta liga e gorro, porque tava um frio lascado.

Mas enfim, o que posso dar de dicas pra vocês?

O restaurante The View é mara. Faço questão de voltar lá quando estiver em NY, porque como disse Beto, agora temos que voltar uma vez por ano.

Fomos assistir tbm Wicked, que é a história da bruxa do Magico de Oz e é muito muito bacana.

Fomos jantar no Carmine´s que é uma delícia.

Passeamos horrores, andei de carrossel, fiz comprinhas, descobri lugares deliciosos pra passear como o Chelsea Market.

Estávamos andando no Higline, que eu inclusive indico muito, porque é uma vista ótima e rola tirar várias fotos, e decidimos ir ao Chelsea Market.

Parem as máquinas!!!

Eu amei esse lugar!!!

Tem um astral inacreditável, é muito top.

Cheio de lojinhas, coisas pra casa e eu adquiri uma forma de brownie por 21 obamas!!!

Almoçamos por lá mesmo, num trailer italiano que eu fiquei batendo papo com o dono siciliano, fofo uma vida toda e comemos deliciosos paninis de abobrinha, berinjela a parmeggiana, e cannollis... Pai amado. Uma perdição!!!

Acabei aproveitando um dia que Beto foi visitar a empresa para qual ele produz fotos e passei uma manhã sozinha na Macy´s onde adquiri a sandália do casamento que eu tanto procurava!!!

Fiquei exultante!!!

Eu não queria uma sandália para o casamento. Eu queria uma sandália para o casamento que eu possa usar em ocasiões após o casamento.

Porque eu tinha comprado pro meu primeiro casamento um sapato babadeiro, que eu me nego a dizer de onde porque só um idiota faz isso e miquei com o sapato.

Miquei!

Tá lá o sapato!

Vejam vocês.

Mas enfim.

Fomos um dia pro Woodburry fazer comprinhas e enlouqueci comprando coisas pro Otávio.

Entrei na Prada, na Celine, na Jimmi Choo e sai de mãos abanando. Sim, não comprei nada.

Me internem.

Que mais?

Deixamos os dias mais livres para fazermos coisas que quiséssemos na hora... e valeu muito a pena, porque não tínhamos muita rotina, nem horários, e umas coisas que acabamos deixando pra lá por conta do frio, ficam pra próxima, tipo patinar...

Do mais nos curtimos muito, foi uma viagem muito especial. Não só pela surpresa, mas mais importante que isso, passamos 24 horas por dia juntos e sozinhos, sem mais ngm para distrair, sem mais ngm pra gente conversar, dormindo, acordando, sabe assim, e não brigamos nem uma única vez e o Beto se mostrou uma Cia excelente de viagem.

E isso pra mim foi mais importante!!! A gente se curtiu muito, se respeitou, deu risadas, passou frio, descansou, dividiu, se emocionou... foi uma viagem linda que vai sempre ficar guardada com carinho no nosso coração!!

 

Do mais voltamos pro Brasil e pro ritmo alucinante né?

Trabalhando bastante, fazendo um curso e olha só, academia. Sim dileta audiência estou fazendo academia!

   O bizarro mundo da academia. Mas isso fica para outro post porque ne? Assunto inesgotável... Nessa semana meu pai operou da hérnia, dormi com ele la e ele passa bem graças a Deus!!! Nesse meio tempo tambem os preparativos para o casamento nao cessaram, mas estou tranquila quanto ai. To uma noiva muito em paz! Deve ser felicidade! Ou falta de tempo para me estressar mesmo porque meu trabalho mais o curso esta me consumindo horrores...
Do mais, saudades de voces! Por favor tenham paciência e comentem ne??? Fico feliz quando leio!!!
Facam isso por mim sim??
Nesse fds iremos pra praia e no proximo Ribeirao ver minha sogrita chuchu!! 
Saudades da sogra, eu tenho!!
Mas eh isso putada!!!
Voltem sempre! Acessem o amelia no face pra gente rir juntas!!!
Um beijo grande

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Novidades... Ou nao...


 

Daí que a vida anda tão maluca e tão corrida que só consegui parar para escrever hoje.

É um tal de acordar cada vez mais cedo para chegar para reuniões cada vez mais cedo, e o trânsito que quer que a gente chegue cada vez mais tarde aos compromissos, que olha, tá de caso com o palhaço viu?

Nesse meio tempo como vocês devem ter notado, Otávio nasceu.

Brilha muito.

Nesse meio tempo também pintou um casamento em cores vivas! Aêee putada!!!

Muitos vivas para nós!! O casal mais legal do mundo inteiro. Ou não.

Sim dileta audiência, formaremos uma linda família pinguim! Dia 04 de outubro de 2014 teremos um enlace!

Então que agora todos os finais de semana temos algo para ver do casório e acabamos optando por uma cerimônia muito intimista ( o mais intimista que uma família de italianos consegue fazer).

Por que né?

Além de dinheiro não nascer em árvores ( ou de repente até nasce, tem gente que ganha a vida vendendo árvores, no natal vendem pinheiros e tal, que eu já vi), a gente prefere assim, pequenino, gostoso e viajar depois.

Enfim, tudo isso pra falar que as pessoas perderam a noção do que é um casamento e fazem mega eventos.

Pra vocês terem uma ideia, eu fui visitar um Buffet na Vila Olimpia.

Na verdade não era um Buffet, era um espaço de eventos, ou qualquer outra merda. O fato é que simplesmente entrei no lugar, e a mulher teve a cara de pau de falar que o aluguel do espaço vazio, sem nada, era R$ 51.000,00.

Eu expliquei que queria alugar por apenas 5 horas, que é o que dura uma festa, e não pelo mês inteiro, mas era isso mesmo Brasil!

Daí apareceu a voz do Silvio Santos girando a roleta e falando: Rá Rái... 51 mil reaaaaaissss!!!

GARGALHEI. Não na frente da moça, porque sou educada, e não tenho absolutamente nada contra quer pagar pela quantia estabelecida.

Só que nós não queremos.

Nós não temos interesse em gastar isso num aluguel de espaço. Mas eu super respeito quem quer.

Enfim...

Então estamos nessa fase gostosinha de escolher coisas pro casamento, e eu sou muito prática, e então nem encho muito o saco do Beto com coisas como: “ vc acha que eu devo colocar os guardanapos verdes ou turquesa?”.

A verdade é que eu nós queremos sim comemorar, estamos preparando com carinho, mas o mais importante dessa união, é olha que mágico, a união de um casal.

Eu já achei o cara com quem quero passar o resto da vida, vou lá me preocupar com a cor do guardanapo e fazer da existência dele um inferno?

Não. Não vou.

E estamos felizes com essa história do casório.

Na sexta fomos comer pizza na casa de Otávio. Sim. Porque agora a casa é dele.

Mentira.

Demos risadas e eu estava acabada de cansaço. Chega na sexta feira parece que eu fui atropelada por um caminhão Scania de 8 eixos.

Pobre Beto.

Sábado de manhã, fui ao salão, aquela coisa “cabeça, ombro joelho e pé, joelho e pé” e depois eu e Beto fomos almoçar uma deliciosa feijoada para brindarmos o friozinho fora de época que chegou, é pra Glorificar de pé igreja!!

Beto estava convalescente pois sofreu uma torção na coluna, e estava torto.

Tadinho do meu Pinguinlino.

Essa foi uma das razões de termos antecipado o casamento, para que ele não tenha que passar pela humilhação de adentrar ao estabelecimento de festas trajando terno e andador. A velhice chega para todos.

Ele vai ler, e vai me xingar, mas eu não ligo, ele me ama mesmo assim.

Depois fomos fazer degustação de doces para casamento e é realmente uma delícia provar doces né?

Achei digno e delicioso.

Menos um problema para resolver.

Temos doces produção.

A noite nós fomos jantar com Dudu e Diana, nossos padrinhos queridos.

Fomos no Entrecôte nos “ Jardãs” e tava delícia.

Demos risadas, falamos bem e mal do mundo e eles ficaram exultantes com o convite.

Eu tbm ficaria se fosse eles.

Rá!

Domingo Otávio fez um mês e o regabofe ficou por conta de um estrogonofe mara  que Reynaldo preparou.

Otávio é um bebê fofo uma vida inteira, e eu sou louca por ele.

Todos somos.

Todos nós.

Vocês tbm.

Linduxo da madrinha.

Eu estou me saindo muito boa madrinha.

Troco fraldas, troco as roupas, encho de beijos, dou fungadas infinitas e randômicas em seu pescoço, aperto, aperto, aperto, canto, rebolo e ele ri.

Espamos ou não, ele ri.

Uma delícia infinita nosso Otávio.

Fofoleto de tudo.

Daí depois do almoço que comemos como se não houvesse amanhã ( embora amanhã sempre venha com kilos a mais) fomos pra casa de Beto, dormimos o sono dos justos e depois ficamos agendando uns passeios pro carnaval, na nossa viagem.

Para finalizar a noite, fomos comer hambúrguer e depois ele me levou pra casa.

Essa semana está para variar corrida.

Trabalhando absurdamente, metas, metas, metas e metas.

Mas tem jantarzinho com as meninas amanhã, sempre bom jantar com amigas.

Quarta temos um aniversário de uma amiga do Beto, e daí bom, daí chega o final de semana que terá a festa do meu afilhado Guilherme de 6 anos.

Provavelmente ex marido que é padrinho estará lá com sua namorada e está aberto o bolão da falta de educação: Victor vai nos cumprimentar ou não?

Façam suas apostas!

Que mais?

Feliz, trabalhando bastante, tive que parar um pouco o ballet porque começo um curso interno no banco que vai durar uns 2 meses e continuo com o pilates.

Tudo está atrapalhando o projeto Noiva Bela, mas fazer o quê?

Nao da pra ter tudo!!!

Comentem ne? Saudades de vc!

Nao eh descaso! Eh correria mesmo! Juro!!

Ahhh e alimentem o Chico!!!

 

 

 

 

 


segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Sobre Natal, álcool e Eugenia...



Daí que já passou natal, já passou ano novo e estamos aqui, no dia de Reis.

O que eu posso dizer sobre o Natal é que foi delícia.

A família do meu cunhado foi se juntar a nós, e meu sogro também.

Eu acabei emendando o feriado do Natal e não trabalhei nem no dia 23 e nem no dia 24 como boa bancária que sou, pois sou uma excelente funcionária e ganhei folga.

Chefinho percebeu que eu gostaria de matar algumas pessoas, e para não ter o trabalho de levar cigarros para mim na Penitenciária do Mandaqui

(se é que há uma penitenciária no Mandaqui) resolveu me conceder uma folga maravilhosa.

Tudo isso para contar que sim, eu folguei e daí logo na sexta feira que antecedia o natal eu pude me considerar em semi férias.

Meu coração palpitava de alegria.

Enfim.

Sogrito chegou na segunda feira e partimos rumo a um barzinho, porque né?

Beber é vida.

Rumamos para o Bar do Arnesto. Tão maravilhoso tomar cervejinha com eles.

E batemos papo, demos risadas infinitas, foi delícia.

E durante esses dias que antecederam ao natal, e nos dias subsequentes aproveitamos para irmos a barzinhos, pegarmos piscina, comermos frango assado no Galinheiro Grill como se fosse nossa última refeição antes da cadeira elétrica, enfim, coisas simples e maravilhosas para nos despedirmos de 2013.

Daí o natal passou, Larissa e sua barriga gigante que me leva a falar todas as vezes sem exceção:

“ Veio cobrar o aluguel, Sr Barriga”, o que arranca gargalhadas dela e das pessoas que estão em volta,  mas né? Que barriga é aquela pai celestial.

Otávio não para de crescer minha gente.

Como faz?

Enfim, há boatos de que ele chega ainda este mês, tipo dia 23/01 para abrilhantar as nossas vidas!

Brilha muito Otávio, titia apoia.

Daí veio o ano novo, e fomos pra casa de Milenets, com nossos amigos, muita champa, muita cerveja e eu protagonizei, evidentemente meu mico inicial de 2014.

Assim, rapidinho.

Tava lá, a mãe da Mi arrumou uma mesa mara, com sousplats maravilhosos, e eu distraída ( tinham tirado meu prato de cima do sousplat), vou lá, e lépida e faceira e me sirvo no sousplat.

Beto, amado que é, falou baixinho:

 

--- Amor, vc ta se servindo no sousplat.

 

Mas já era tarde Brasil.

Já era tarde, eu já tinha me servido, e vocês me conhecem... Eu não consigo não rir. Nem dos outros e muito menos de mim mesma.

E daí eu falei alto,  “ gente eu me servi no sousplat “ chamando a atenção de todos, contratei um avião para passar com uma faixa onde estava  escrito  “ Chica comeu no sousplat”, entrou uma bandinha cantando sobre o ocorrido, nós pulamos fogueira , teve a queima de fogos em minha homenagem e todos rimos.

Eu sou assim. Não aguento não rir.

E tudo bem né gente?

Tudo bem.

Ninguém vai deixar de me amar por causa disso.

Talvez minha sogrita e Amanda  se remoam de desgosto, mas né? Elas me amam tbm...

E daí dançamos, rimos, nos abraçamos vendo a queima de fogos, eu chorei como sempre, porque eu sou a “ cagona do ano novo”. Eu sou assim, me aceitem.

Eu tenho medo de ano novo, eu tenho medo do desconhecido, eu tenho medo do PT!

Hahahahahaha

É tudo verdade, mas a gente tá falando sobre o ano novo só... Foco. Foco, porra, foco!

Mas daí que eu fico pensando, “ vou perder meus pais, vou perder meu cachorro, vou perder meus óculos,” .

Na verdade é medo da perda que eu tenho.

Eu não sei lidar com perdas. Eu sofro a perda antes da perda entendem? Eu choro a perda dos meus pais há anos. E eles tão aí, vivos!

Super normal.

Ok?

Grata.

Eu sei. Terapia tá aí pra isso.

Veremos...

Enfim que a noite foi deliciosa com gente amada e amiga.

No dia seguinte, aquele dia mundial da ressaca né?

Fomos almoçar nos pais do meu cunhado e depois ficamos jogados no sofá assistindo maratona Friends.

Daí a semana passou, meu sogro voltou de sua estada em Brotas e fomos ao Juarez comer picanha e comemorar a vida e o fato de não sei como ainda não termos desenvolvido cirrose. Mistério.

Bom, daí veio o final de semana em todo seu esplendor, e na sexta rumamos para o Moça Bonita para tomarmos, olha que coisa, chopp.

Eu, papito e Beto.

E falamos bem e mal do mundo.

E falamos de futebol, de política, de saudades, de passado e de viagens.

E falamos de futuro, de netos, de memórias e de fotografia.

E foi uma noite deliciosa, eu e meus dois homens da minha vida.

Meus dois amores.

Sem cunho sexual com relação ao meu pai porque eu não sou doente.

Não, só to dizendo porque né? Tem louco pra tudo.

Mas continuando.

Daí no sábado eu fiz um Espaguetti para o Beto com camarão antes de irmos para o aniversário de 30 anos de Milenets.

E ficou delícia.

Porque tem mais essa: Vou voltar a cozinhar!

E já comecei.

E depois fomos para o Ilha das Flores, porque começou uma garoa do mal e tivemos que abortar o plano do Astor Truck do Cidade Jardim.

E foi delícia, nossos amigos queridos, bebemos vinho rose, demos risadas, comemos o bolo maravilho que Jusias fez pro niver de Mi e ficamos batendo papo até umas 21 hs...

Ficamos em casa mesmo, eu e Pinguinlino, meu amor.

Domingo fomos almoçar com meu pai, lari e cunhado no Consulado da Bahia.

E depois do almoco eu e beto ficamos de preguica em casa e a noite assistimos NFL, o jogo do 49 niners do qual Beto eh torcedor fanatico.

Mas pois bem que eu disse que vou voltar a cozinhar.

E entao me dei de presente a Eugenia, que eh a batedeira da Kitchen Aid vermelha e maravilhosa que vem ate com moedor de carne.

E eu me desprendi de algumas estalecas e adquiri a maravilhosa Eugenia.

Fatei tudo em Eugenia.

Baterei bolos, caldos, moerei carne, moerei dedos humanos, baterei claras em neve, baterei ovos para um simples omelete, farei de um tudo em eugenia para valer a pena o dinheiro investido.

No carnaval ao inves de jogar confetes jogarei claras em neve nas pessoas.

Baterei milk shake, baterei nos meus filhos com a batedeira quando os tiver, assim, vou fazer valer a pena.

Baterei cremes, baterei leite com toddy, tudo eu usarei a batedeira.

Agora so farei uma receita se no modo de preparo mencionarem " use uma batedeira".

Vai ser assim, baterei mascaras para o rosto, baterei roupa para centrifugar, vai ser muito util!!

Estou empolgadissima!!

A receita pode conter figado de bode. Nao importa! Usa batedeira??

Vou fazer!!

Vou fazer tudo na eugenia!

Inclusive baterei uma mistura contendo galinha preta, prosecco de pessima qualidade r velas para dazer uma mavumba se vcs nao comentarem!!

Quem quer??

Beijao! Saudades de vcs!!!

   

 

 

 

 

 

 

 

 


terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Vamos falar da tek pix???

Tanta coisa aconteceu desde o último post!

Mas eu sei que vcs vão me perdoar, pq minha vida profissional está me consumindo horrores, e então, quando eu saio do trabalho eu tenho o projeto dignidade da bunda para cuidar.

Sim, porque há de se ter dignidade.

E essa chuva que não passa?

E o tanto que guarda chuva é um ítem obsoleto?

Sim, porque entra ano e sai ano, o homem pisa na lua, o Brasil vai sediar a Copa, eu arrumo um namorado decente e o guarda chuva continua sendo o objeto para nos proteger da chuva?

É cafona.

Detesto guarda chuva.

Eu tenho sapatos anfíbios.

Eu tenho capa de chuva.

Mas guarda chuva é péssimo.

É trambolho, molha tudo, bate um vento e ele vira ao contrário, venta e ele sai voando, as pessoas não te ajudam, sabe?

E ainda espetam seu olho com o guarda chuva delas...

É bizarro.

Tá aqui  registrado, meu ódio pelo guarda chuva.

Mas enfim que eu não entrei aqui pra falar de guarda chuva, porque eu jamais entraria aqui depois de tanto tempo para tentar distrair vocês do fato de que faz tempo que não escrevo e não tenho vergonha na cara, falando de guarda chuvas, que como eu já disse, acho super cafona.

Enfim...

Como as novidades na minha vida não podem mais ser cronológicamente colocadas, vamos lá, todos sabem que meu Tobias morreu.

Nós não vamos falar disso, porque foi arrancado um pedaço do meu coração, e eu invariavelmente me pego chorando de soluçar.

De saudades.

De dor.

De desespero por ter perdido meu Tobias após 13 anos.

O Otávio, meu sobrinho que nasce em janeiro, é um gordinho fanfarrão cheio de dobrinhas.

Estamos todos muito animados pra chegada dele.

E nesse meio tempo também eu fiz 31 anos.

E foi bem na semana que meu Tobias tinha morrido, então eu fiquei malzona e nem quis fazer nada.

Mas depois, conversando com a minha sogra, ela disse que era importante comemorar, mesmo que fosse algo simbólico, porque é a comemoração da vida e tal.

Mas meu coração doía.

E na sexta que antecedeu meu niver Beto me levou para jantar. Fomos ao japonês e Beto me deu uma gargantilha maravilhosa.

No sábado fomos comemorar com minha família e amigos queridos no Pé de Manga.

E daí foi aquilo, as “ criança tudo correno”, chegamos pro almoço e só saímos por volta das 20 hs...

Bem almorave, bem meu estilo.

E daí acabou de me ocorrer que deveríamos, dado o avançado das horas, como diria minha saudosa avó, fazer o Balanço Geral 2013.

O que vcs acham?

Sim porque agora já começou dezembro. E com ele, toda a sorte de panetones começa a ser produzida, inclusive caseiramente, o que me irrita ainda mais.

Porque apesar de italiana, eu abomino panetone. Mas abomino com todas as minhas forças. Exceto o panetone de doce de Leite da Havanna, mas isso é outra história.

Porque né?

Doce de leite é vida, quase.

Fato é que vamos ao balanço?

Ah... Vamos sim, porque é uma maneira bacana de reavaliar a vida.

Esse ano como todos sabem, comecei o ano namorando o Beto.

Mas passamos o ano novo separados, uma vez que eu passei o ano inteiro solteira praticamente e comecei a namorar em novembro, pra pagar a língua e tal.

Aquela coisa do “ passei o dia dos namorados solteira pra passar o carnaval namorando”.

Pois foi exatamente isso que aconteceu e foi a melhor coisa que poderia ter acontecido.

Mas, passei o réveillon no Rio e Beto em Jundiaí.

Foi um feriado maravilhoso na Cia da minha amiga Robby, nos divertimos horrores, foi delícia.

E eu comecei o ano desempregada assim como terminei o ano desempregada.

E teve viagem para NY em janeiro com a Lari, uma viagem delícia, que eu e minha irmã amada fizemos para nos distrair, e no “vasco”, porque né? Lari irmã fofa que é resolveu pagar para a irmã desempregada. Nada que eu não faria se a situação fosse inversa.

E teve viagem em casais para Pipa, para o carnaval, ao lado do Beto, Marcio e Lari.

E teve viagem para Salinas, para o niver do Lorenzo.

Esse ano viajamos inúmeras vezes.

Monte Verde, Pipa, NY, Salinas, Ribeirão Preto, Mogi, Rio de janeiro...

Esse ano teve emprego novo. Por falta de um, dois.

O primeiro que eu quase morri de tédio, e o segundo onde estou agora, fazendo o que eu amo.

Esse ano teve uns piripaques do meu pai. Sim, o mafioso começou a querer dar defeito.

Mas passou. Era vesícula.

E só confirmou o quanto eu sou despreparada para perdê-los.

Porque ele me ligou num domingo pela manhã e quem me conhece sabe que ele nunca me liga, mas eu tbm já devo ter contado isso no blog, então assim, só para dizer que apesar de tudo, apesar de saber que um dia todos vamos perder nossos pais, e eu temo isso quase todos os dias, me tranquiliza saber que Beto estará junto.

Não que aliviará a dor, mas né?

Beto estará lá.

Esse ano tbm teve o casamento da Lari, que descobriu-se grávida três meses antes da data, e bom, como sabemos Otávio está aí, chegando para alegrar nossa vida.

Esse ano tbm reavaliei minhas amizades.

Esse foi um ano de muita alegria, muita felicidade mesmo.

Eu que nunca mais queria me casar, me vejo encantada com o Beto de uma maneira que casar é quase urgente, porque casar significa construir uma vida com ele, e é isso que nós dois queremos.

Então ano que vem, ha boatos de que havera um casamento.

Ra!

O balanco eh esse minha gente. Minha vida ta boa, nao tenho nada muito ruim para contar. Nao que eu esteja querendo dizer que voces gostam de tragedia. Porque eu sei que voces amam essa que vos escreve.

Mas eh que nao ha muita historia para contar.

Alias ha sim. Eu ando bem em panico com essa historia da idade dar uma acabada no corpo ne?

E dai que o banco tem convenio com a Cia Atletica e com a Body tech e tal.

E dai eu nao sei se foram os baseados que fumei na adolescencia ou se o cigarro mentolado que eu fumo eh contrabandeado, nao sei, sei que fui ate a academia para ver se eu me animava a fazer a matricula!

Ahhhh... Que sordidez!

Dai a mocinha que so era recepcionista mas trajava uma roupa de ginastica perguntou por que eu queria fazer academia e quantas vezes por semana.

Ja me irritou ne???

Ate pq eu nao quero fazer academia.

Entao eu falei: Olha, eu detesto esse ambiente mas eu estou ficando velha.

E dai enquanto ela oferecia para que eu visitasse a academia eu senti um calafrio e percebi que se vou jogar dinheiro fora, que seja em sapatos.

Entao eu vou continuar so o ballet e o pilates mesmo, e assim, eh o que temos.

Minha bunda nao eh super dura, eu sou fumante e tomo cerveja.

Como quindins.

Trabalho como uma louca.

Nao ganho dinheiro com o meu corpo.

Serio.

Entao nao.

Beto continuara apalpando esta bunda que Deus me Deu e newton teima em querer jogar no chao.

Nao da.

Eu nao vou fazer.

Li no papel que tinha aula de circo.

Ja me imaginei de legging e nariz de palhaco contando piadas.

Serio. Nao eh pra mim.

Nao quero fazer.

Posso?

Obrigada.

Entao eh isso minha gente!

Eu fui relapsa e nao escrevi muito!

Mas agora estou vendo que consigo escrever pelo iphone e dai eu vou escrever mais ta??

Prometo!!

Mas tbm adsim, vcs nem comentam entao eh frustrante! 

Escrevam Ola! Sei la! Qualquer merda!!

Eh isso pessoal!!

Obrigada ta??

Tem alguem ai??

Beijos